ADRIMAG

Temos 56 visitantes em linha
Entrada PROVERE Municípios das “Montanhas Mágicas” formalizam candidatura e assinam os Princípios da Carta Europeia de Turismo Sustentável
Municípios das “Montanhas Mágicas” formalizam candidatura e assinam os Princípios da Carta Europeia de Turismo Sustentável PDF Enviar por E-mail
Notícias - PROVERE
Quarta, 23 Janeiro 2013 14:00

Realiza-se hoje, dia 23 de Janeiro de 2013, pelas 15h, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Arouca, a cerimónia de assinatura dos Princípios da CETS - Carta Europeia de Turismo Sustentável das Montanhas Mágicas, ato público que oficializa a candidatura promovida pela ADRIMAG, àquele galardão de âmbito europeu.

A Carta Europeia de Turismo Sustentável, das “Montanhas Mágicas” tem por base a definição de uma estratégia e a implementação de um programa de ação, que visam o desenvolvimento turístico sustentável das serras de Montemuro, Arada e Gralheira, através da preservação ambiental e da valorização económica das suas áreas classificadas, ou seja, os sítios Rede Natura 2000 Rio Paiva, Rio Vouga, Serras da Freita e Arada, e Serra de Montemuro, e o território do Arouca Geopark.

A cerimónia conta com a presença dos Srs. Presidentes de Câmara dos sete municípios associados da ADRIMAG - Arouca, Castelo de Paiva, Castro Daire, Cinfães, S. Pedro do Sul, Sever do Vouga e Vale de Cambra – e com um número considerável de agentes económicos, culturais e sociais do território que assumem o compromisso de seguir os Princípios da Carta, contribuindo para o sucesso deste projeto.

A candidatura é cofinanciada pelo POR Norte – ON.2, no âmbito do PROVERE – Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos e será formalmente apresentada à Federação Europarc, com sede na Alemanha, no dia 25 de Janeiro de 2013.

 

Estratégia e Objetivos da CETS das Montanhas Mágicas

O trabalho desenvolvido, ao longo de mais de 10 meses, pela ADRIMAG e municípios seus associados, pela Ponto Natura e pelos agentes públicos e privados do território, resultou na identificação de sete produtos estratégicos para a sua organização e desenvolvimento como destino turístico, são estes:

  • Águas brancas

O Território CETS das Montanhas Mágicas é o principal destino português para a prática de rafting e oferece ainda um conjunto variado de atividades desportivas relacionadas com a água.

  • Águas Termais

O Território CETS das Montanhas Mágicas é o principal destino para a prática de Termalismo em Portugal.

  • Geologia

No Território CETS das Montanhas Mágicas insere-se um dos dois únicos Geoparques existentes em Portugal Continental, o Geoparque Arouca, estando a ser desenvolvido neste momento um estudo sobre os valores geológicos com vista a um alargamento do geoparque a todo o território das Montanhas Mágicas.

  • Montanhas

As serras de Arada, Montemuro, Gralheira, Freita, São Macário e Arestal representam o maciço montanhoso que dá o nome ao território CETS e que representa, sem lugar para dúvida, um dos principais atrativos turísticos deste território, pelas suas paisagens e atividades de ar livre possíveis num amplo período do ano.

  • Património e Cultura

Muito diversificados e com forte tradição no território mas igualmente com manifestações modernas relevantes tanto ao nível material como imaterial.

  • Gastronomia

Assente numa larga oferta de produtos locais, de reconhecida qualidade, constitui um dos principais cartazes do território.

  • Vinhos

Inserido numa parte da região demarcada dos vinhos verdes e na indicação de proveniência regulamentada Lafões, o Território CETS das Montanhas Mágicas possui uma tradição vinícola secular, com características particulares reconhecidas conferidas pelos aspetos geográficos, climáticos e humanos.

Plano de Ação 2013-2017 da CETS das Montanhas Magicas

O Plano de Ação 2013-2017 da CETS das Montanhas Mágicas é constituído por 57 Fichas de Ação organizadas de acordo com os quatro pilares estratégicos definidos na Estratégia e Objetivos.

O Plano de Ação 2013-2017 da CETS das Montanhas Mágicas prevê um investimento estimado na ordem dos 21 milhões de euros distribuídos de uma forma mais ou menos equitativa pelos cinco anos de validade do PA, verificando-se uma previsão de maior investimento nos três primeiros anos.

No que respeita à distribuição do investimento pelos promotores, 90% do valor total vai ser investido pelos sete municípios (79%) e pela ADRIMAG (11%).

Assim, dos 20.925.421€ que as entidades públicas e privadas preveem investir nos próximos cinco anos no território CETS das Montanhas Mágicas, 81% são de investimento público e os restantes 19% de investimento privado, com a ADRIMAG a encabeçar a lista dos promotores privados.

 

 

Estamos em processo de adoção do novo acordo ortográfico.