ADRIMAG

Temos 36 visitantes em linha
Entrada Aldeias de Portugal Histórico da Cooperação
Histórico da cooperação Versão para impressão Enviar por E-mail
 
Nos últimos sete anos, os GAL de Entre Douro e Minho e Douro Sul, designadamente: a ADER-SOUSA, ADRIL, ADRIMINHO, ADRIMAG, ATAHCA, BEIRA DOURO, DOLMEN, PROBASTO E SOL-DO-AVE, trabalharam em Cooperação na criação e desenvolvimento da Rede das Aldeias de Portugal.

A Cooperação assentou em duas vertentes, a nacional, designadamente com os projectos “Dinamização dos Territórios Rurais de Entre Douro e Minho e Douro Sul” e “Aldeias de Portugal, e a transnacional com projecto “Aldeias de Tradição”, e que se complementavam entre si.

A Cooperação desenvolvida, permitiu a inclusão das respectivas Aldeias recuperadas no programa AGRIS e LEADER +, na rede das Aldeias de Portugal, inserida na ATA – Associação do Turismo de Aldeia, facilitando a sua organização e promoção, assim como beneficiou toda a Zona de Intervenção e, consequentemente, a população.

Foram definidas várias metas e realizadas diversas acções para a valorização dos seus territórios, dos quais resultaram produtos de qualidade e uma imagem de marca (as “Aldeias de Portugal”), que reunissem condições para a existência de uma oferta turística em Espaço Rural, essencialmente o Turismo de Aldeia, e indubitavelmente pela qualidade ao nível do Património Rural existente, Património Ambiental e Cultural, bem como, outras referências de carácter próprio e único duma determinada a Aldeia.


Produtos resultantes da cooperação anterior:
•    36 Processos de Diagnóstico/ Avaliação das Aldeias;
•    Levantamento das características arquitectónicas, culturais, gastronómicas e paisagísticas de 36 aldeias existentes nos territórios;
•    Identificação das actividades de animação, artes e ofícios tradicionais existentes; pontos de interesse turístico nas aldeias e na sua proximidade; levantamento dos percursos pedestres existentes; Identificação das actividades económicas existentes nestas aldeias;
•    Criação e edição de um caderno de normas com a definição detalhada do conceito de “Aldeia de Portugal” para a integração na rede das aldeias localizadas nos diferentes territórios, assim como para as unidades económica nomeadamente, alojamento, restauração e pontos de venda;
•    Levantamento fotográfico profissional das 36 aldeias;
•    Realização do I Roteiro das Aldeias de Portugal com 36 aldeias classificadas;
•    Edição de um Filme documentário e promocional sobre as Aldeias de Portugal;
•    Colocação de sinalética nas 36 aldeias classificadas com a marca;
•    Criação do site: www.aldeiasdeportugal.com.pt;


Outros resultados alcançados:
•    Promoção e divulgação das aldeias, dos seus produtos e serviços;
•    Dinamização cultural e social das aldeias;
•    Promoção da organização da oferta turística nas aldeias;
•    Apoio e envolvimento da população nos projectos;
•    Incentivo ao investimento;
•    Debate de ideias e definição de estratégias de desenvolvimento e valorização das Aldeias de Portugal;
•    Organização e participação em feiras, seminários e exposições;
•    Conhecimento por parte de cada parceiro da realidade dos outros parceiros e das aldeias candidatadas à classificação “Aldeias de Portugal”;
•    Partilha de experiências e boas práticas, com outros GAL e não só a nível nacional mas, igualmente a nível transnacional.

O Projecto Aldeias de Portugal permitiu na zona de intervenção da ADRIMAG para a classificação de 4 aldeias, nomeadamente, Aldeia da Pena, em Covas do Rio, São Pedro do Sul, a Aldeia de Campo Benfeito em Gosende, Castro Daire, a Aldeia da Felgueira, em Arões, Vale de Cambra e a Aldeia de Meitriz em Janarde, Arouca. A classificação destes núcleos rurais, permitiu o desenvolvimento de um trabalho de diagnóstico aprofundado sobre a realizada económica, social e cultural destes núcleos rurais, identificando potencialidades para o seu desenvolvimento.

Foi ainda desenvolvido um trabalho muito próximo das populações locais e dos agentes socioeconómicos, através da realização de acções de sensibilização que tiverem como objectivo a sua integração no conceito Aldeias de Portugal. Para além disso, foi desenvolvida toda a componente da promoção através da colocação de sinalética nas Aldeias, da sua divulgação no site www.aldeiasdeportugal.pt da realização de um roteiro, de um filme promocional, bem como através da participação em vários eventos dos quais se destaca a participação na BTL.

Neste sentido, e com o objectivo de alargar este conceito a novas aldeias e envolver novos territórios, fortalecendo ainda mais uma imagem que tem vindo a comprovar o seu grande potencial junto de turistas e investidores, os GAL pretendem dar continuidade a esta cooperação, integrando o projecto “Aldeias de Portugal” na acção 3.4.1 «Cooperação LEADER para o desenvolvimento», do Programa de Desenvolvimento Rural do Continente - PRODER.
 

Estamos em processo de adoção do novo acordo ortográfico.